O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vice-Presidente Idalina Perestrelo e pela Vereadora Madalena Nunes, esteve presente esta manhã, em Santo António, na sede da Associação dos Amigos da Arte Inclusiva – Dançando com a Diferença, em mais uma visita do Executivo camarário às associações da cidade no âmbito da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”. Os autarcas funchalenses foram recebidos na ocasião pelo Presidente da Direção, Telmo Luís Ferreira.

Miguel Silva Gouveia realizou uma visita às instalações desta associação que realiza diversas atividades de cariz inclusivo, focadas especialmente nas pessoas com necessidades especiais, e inteirou-se de todo o trabalho desenvolvido pelo grupo que, meritoriamente, tem alcançado reconhecimento e prestígio a nível nacional e internacional.

O Presidente referiu que “o Dançando com a Diferença tem feito realmente a diferença na nossa cidade e por todos os locais por onde passa e faz atuações, abrindo mentalidades e quebrando determinados preconceitos em relação às pessoas com necessidades especiais. Mas mais do que potenciar as capacidades humanas de todos nós, têm permitido que estes jovens, adultos e idosos com necessidades, sintam que fazem verdadeiramente parte da sociedade a que pertencem”.

O grupo tem trabalhado ao longo dos últimos anos em diversos projetos em parceria com a Autarquia, que resultaram, entre outros, em produções como o “Safe”, um espetáculo emotivo que abordou a questão das migrações e dos refugiados, e que esgotou o Teatro Baltazar Dias em todas as sessões. Para além dos apoios através do programa de atribuição de Apoios para o Desenvolvimento de Atividades de Interesse Municipal, que este ano ascendeu aos 30 mil euros, o Município do Funchal também cede o Ginásio de São Martinho ao Dançando com a Diferença para que ali possam dinamizar algumas das suas atividades.

O Presidente realçou, por fim, que “é importante continuar a trabalhar a inclusão social junto das entidades associativas do concelho que se dedicam a esta causa, reforçando não só uma participação cívica que seja de todos e para todos, mas também potenciando, através da arte e da cultura, as inúmeras e preciosas capacidades destes cidadãos”.

A Associação dos Amigos da Arte da Arte Inclusiva – Dançando com a Diferença foi criada em maio de 2007, para gerar um estatuto jurídico do projeto Dançando com a Diferença, que já se desenvolvia desde o ano de 2001. O Projeto nasceu com o objetivo de promover e utilizar as diferentes linguagens artísticas como elemento de inclusão social de pessoas com deficiência e outras. As atividades do grupo centram-se no âmbito artístico, educacional, terapêutico e de apoio a processos terapêuticos