As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, visitaram, esta manhã, na freguesia de São Pedro, as instalações da APPDA – Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo da Madeira. O Presidente Miguel Silva Gouveia, e a Vice-Presidente, Idalina Perestrelo, foram recebidos pelo Presidente da Direção, Carlos Nogueira, e pela Diretora Técnica, Sofia Erra.

O Executivo teve assim a oportunidade de visitar as instalações desta instituição, que foi criada em Abril de 2004 por um grupo de Pais de crianças com perturbações do desenvolvimento e autismo, e que tem como objetivo principal melhorar a qualidade de vida destas crianças, jovens, e adultos, e das suas famílias. Miguel Silva Gouveia referiu que “a Câmara Municipal do Funchal tem procurado cumprir o seu propósito e o seu papel, através da atribuição de apoios financeiros a estas associações de solidariedade social, e é gratificante poder estar com estas pessoas, conversar com quem está diariamente no terreno, e perceber de que forma ainda podemos melhorar, em prol de uma cidade mais ativa e inclusiva”.

O centro de Apoio Terapêutico da APPDA proporciona também apoio individualizado em diversas áreas, como é o caso da Psicomotricidade, Psicologia, Terapia da Fala, Musicoterapia, e Fisioterapia. A APPDA realiza ações de sensibilização e esclarecimento nas escolas e junto da população, para desmistificar a problemática das perturbações do desenvolvimento e autismo, e procura ocupar os jovens e adultos, inserindo-os no mercado de trabalho.