Artigos

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, visitaram hoje a Associação de Natação da Madeira. O Presidente Miguel Silva Gouveia e o Vereador do Desporto, João Pedro Vieira, foram recebidos por Avelino Silva, Presidente da entidade há 12 anos.

Miguel Silva Gouveia começou por parabenizar “toda a equipa envolvida na organização de excelência do Madeira Island Ultra Swim, a prova internacional que decorreu no passado sábado e que elevou o nome do Funchal, promovendo a nossa cidade enquanto destino desportivo por excelência e enquanto destino seguro.”

“Ainda que adaptados às novas circunstâncias, é crucial continuarmos a dinamizar eventos como este, de forma a que a prática desportiva na nossa cidade recupere a normalidade possível, tão importante é o seu contributo no desenvolvimento educativo dos jovens, bem como na promoção de hábitos saudáveis”, reforçou o Presidente.

A Associação de Natação da Madeira foi apoiada pelo Município com 70 mil euros desde 2018, uma verba investida nas dezenas de provas e eventos desportivos que são dinamizados na cidade do Funchal anualmente. “Neste encontro reafirmamos, ainda, o apoio para a grande prova internacional que o Funchal receberá em 2021, a World Para Swimming European Open Championships, enquadrada no quadro competitivo internacional e válida para acesso aos Jogos Paralímpicos. Serão cerca de 900 praticantes oriundos de todo o mundo, num evento assente em valores que nos dizem muito, como a inclusão através do desporto, ao que se soma um enorme estímulo à nossa economia local”, concluiu o Presidente.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, visitaram, ontem, quatro associações sediadas no concelho. Num dia dedicado ao desporto, a iniciativa sob o mote “O Funchal Que Nos Une” passou pela Associação de Surf da Região Autónoma da Madeira, Associação de Ténis da Madeira, Associação Regional de Canoagem e pela Associação Regional de Vela da Madeira.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que “foi um dia muito profícuo onde o desporto foi rei, visitámos quatro associações que têm em comum o apoio municipal no âmbito dos apoios para desenvolvimento de atividades de interesse municipal. E a par disso, todas elas promovem a prática desportiva, amadora e federada, e a inclusão através do desporto para todos. Dinamizam ainda iniciativas sociais, turísticas e educativas que consequentemente são uma mais-valia à divulgação da marca Funchal e da economia local.”
Sediada nas Piscinas Olímpicas do Funchal, na Associação de Surf da RAM, o executivo municipal foi recebido pelo Presidente Pedro Lacerda e inteirou-se da aposta desta associação em fazer crescer a modalidade de Sup, abordando-se a possibilidade de realizar provas no Funchal pelas excelentes condições climáticas para receber um evento nacional ou internacional. Têm por objetivo aumentar o número de atletas federados, que atualmente contam cerca de 150, e continuar a apoiar os que competem no campeonato nacional.
“Na Associação de Ténis da Madeira, que tutela as modalidades de ténis, padel e squash, numa reunião informal pudemos aprofundar conhecimento do trabalho desta associação enquanto dinamizadora do campeonato regional. O Presidente João Pedro Mendonça deu-nos também a conhecer o projeto de construção de centro treinos em São Martinho que prevê a sua execução no próximo ano”, referiu Miguel Silva Gouveia.
Na Associação Regional de Canoagem, o edil funchalense foi recebido pelo Presidente Viriato Timóteo que deu conta da passagem anual de cerca de 5600 utentes amadores e federados nos eventos da associação. Apoiada pelo Município com uma verba anual de 10 mil euros, a Associação Regional de Canoagem, além de impulsionar a prática federada da modalidade, proporciona momentos diferentes sobretudo a escolas e a instituições de solidariedade social e o reviver tradições de uma população que tem no mar uma referência de vivência diária.
“Por fim, na Associação Regional Vela da Madeira, de visita ao Centro Náutico São Lázaro, o Presidente Francisco Trigo fez-nos referência ao objetivo desta entidade em aproximar prática da vela à sociedade. Desenvolvem provas de vela ligeira, de vela de cruzeiro, bem como iniciativas didáticas e educativas que pretendem complementar com prática desportiva de forma integrada, promovendo o desporto, mas também o ambiente e o turismo”, concluiu o Presidente da Autarquia.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pelo Vereador João Pedro Vieira, que tutela o pelouro do Desporto, visitaram, no âmbito da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, a sede da Associação de Voleibol da Madeira, onde foram recebidos pelo Presidente da Direção Edgar Garrido Gouveia.

Miguel Silva Gouveia foi guiado a uma visita pelas instalações e enalteceu as excelentes condições da sede, tendo ainda a oportunidade de conversar com uma aluna que frequenta o curso de desporto, e que encontra-se na Associação a realizar o seu estágio curricular. Seguiu-se depois uma reunião informal onde ambos os Presidentes falaram sobre a situação do Voleibol regional, e também sobre as obras realizadas pela CMF na pavimentação e cobertura dos polidesportivos das escolas de domínio municipal, e que têm beneficiado os treinos e jogos desta modalidade ali praticados.

Edgar Gouveia, por sua vez, agradeceu a visita e o apoio da Câmara Municipal do Funchal, salientando a parceria na realização do Torneio de Voleibol da Cidade do Funchal, conjuntamente com o Clube Escola da Levada, que vai para a sua 4ª edição, e que em 2019 contou com a presença de clubes regionais, 13 clubes continentais, realizando cerca de 450 jogos, que envolveram mais de 1000 atletas.

O Presidente considerou, por fim, que esta é uma parceria de sucesso, e que dentro das possibilidades, a Autarquia está sempre pronta para ajudar no desenvolvimento da modalidade, salientando que a Associação de Voleibol da Madeira, pode “contar com apoio e colaboração da Câmara Municipal do Funchal, para a edição do seu livro”.

A Associação de Voleibol da Madeira, segundo os últimos dados oficiais, tem cerca de 1400 atletas federados, 42 treinadores, 38 árbitros e 13 clubes em atividade, distribuídos por diversos concelhos. Além disto possui 37 núcleos de Gira-Volei, um projeto de iniciação à modalidade, e parceria com várias escolas básicas.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e o respetivo Executivo Camarário, foram visitar, no âmbito da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, a AAM – Associação de Andebol da Madeira, onde foram recebidos pelo Presidente da Direção, Emanuel Alves, e pelo Presidente-adjunto, Bernardo Vasconcelos.

Miguel Silva Gouveia, explicou, durante a reunião informal, os objetivos que orientam estas visitas do Executivo Municipal, nomeadamente a vontade de ir conhecer as entidades que a Autarquia financia diretamente, ou através de apoio logístico, aproveitando a oportunidade para exprimir que “o Funchal carece de um espaço de referência para fazer eventos desportivos, seja em que modalidade for, e também culturais, um pavilhão onde se possa acolher e dar melhor qualidade aos nossos atletas, instituições e clubes, e realizar, igualmente, diversas competições de cariz nacional e internacional”.

Por sua vez, Emanuel Alves mostrou-se bastante satisfeito com a visita do Executivo, agradecendo por “visitarem a Associação de Andebol da Madeira, pela preocupação, e pelo vosso apoio que é para nós muito importante”. Seguiu-se depois uma visita às instalações, um espaço onde funciona a sede e que é propriedade de própria AAM. A visita terminou com a visualização de uma apresentação sobre o Andebol na Madeira, com o balanço das atividades realizadas na época passada, informações sobre os atletas efetivos, e clubes filiados, onde foi possível verificar que a esmagadora maioria dos clubes pertence ao Município do Funchal.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, iniciaram o seu terceiro mês de visitas às freguesias do concelho, que este mês de março será dedicado à freguesia de São Martinho. O Presidente da Câmara Municipal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado do respetivo Executivo, foram conhecer, a Associação Cultural Desportiva Recreativa São Martinho, onde foram recebidos pelo Presidente da Direção Marco Teixeira.

Miguel Silva Gouveia aproveitou a oportunidade para falar sobre o propósito desta iniciativa de proximidade que a Autarquia está a levar a cabo em todas as freguesias do concelho ao longo do ano, e ficou também a conhecer a realidade desta Associação que tem cerca de 150 associados, e procura promover, preservar e transmitir a sabedoria popular, cultural e recreativa da Freguesia de São Martinho. O Presidente referiu que “em São Martinho apoiamos cerca de 30 associações e instituições, esta é a primeira que visitamos, até ao fim do mês contamos visitar as restantes, e procurar perceber as suas realidades, e onde, dentro das nossas possibilidades, podemos voltar a intervir, e melhorar o trabalho do dia-a-dia destas entidades, que desenvolvem atividades que são de interesse municipal”.

A Associação Cultural Desportiva Recreativa São Martinho, desenvolve diversas atividades culturais e lúdico-desportivas, onde se destaca dois prémios de Campeões Regionais de Clubes, na modalidade de Bridge. Para além desta vertente, contribuem ainda para o projeto social “AconXego – Naninhas do Bem”, que todos os meses entrega cerca de 50 naninhas às crianças internadas no Serviço de Pediatria do Hospital do Funchal.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, passaram, esta manhã, no Centro de Dia e Lar da 3ª Idade “Vale Formoso”, naquela que foi a última visita desta iniciativa na freguesia de Santa Luzia.

O Presidente Miguel Silva Gouveia, fez-se acompanhar pelo respetivo Executivo Municipal, tendo sido recebido pela Presidente do Instituto de Segurança Social da Madeira, Micaela Freitas, e pela Diretora do Lar, Sandra Duarte, que guiaram a comitiva camarária numa visita às instalações, possibilitando o contato com os utentes presentes, que mostraram-se interventivos e entusiasmados com a visita do Presidente da Autarquia.

O Lar do Vale Formoso acolhe idosos em regime de residentes, e outros que frequentam as instalações apenas como centro de dia, sendo um espaço tutelado pela Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais. Miguel Silva Gouveia salientou “as excelentes condições deste espaço, que realiza um trabalho importantíssimo junto da nossa população sénior, e que através da dinamização de diversas atividades, promovem a qualidade de vida e o envelhecimento ativo”.

Na próxima semana, e iniciado o mês de fevereiro, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal prosseguem na freguesia de São Pedro.

A iniciativa “O Funchal que nos Une”, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, continuam a decorrer, durante este mês de janeiro, na freguesia de Santa Luzia. Durante a tarde de hoje, o Executivo liderado por Miguel Silva Gouveia, visitou os Bombeiros Voluntários Madeirenses, onde foram recebidos pelo Presidente da Direção, Comandante Rui Pedro Sousa.

Miguel Silva Gouveia começou por expor aos representantes e restante corporação presente, o propósito destes encontros levados a cabo pelo Executivo, junto da população e das forças vivas de cada freguesia, de maneira a perceber a sua realidade, as dificuldades e as necessidades, e de tentar estabelecer pontes com a Autarquia, no sentido de facilitar diálogos e agilizar as mais diversas situações.

Neste campo, e reconhecendo “o papel importante de solidariedade social e ação cívica, junto da população que serve e protege”, o Autarca salientou que a Câmara Municipal do Funchal apoiou, com cerca de 100 mil euros a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Madeirenses, através dos Apoios Financeiros ao Associativismo e Atividades de Interesse Municipal.

Por fim, o Presidente enalteceu os bombeiros “pelo extraordinário brio com que cada um destes homens tem exercido a sua missão de agentes de Proteção Civil, sem medo de encarar as dificuldades, e trabalhando em prol da cidade, nomeadamente na segurança de pessoas e bens, e proteção do meio ambiente”.

A Câmara Municipal do Funchal começa a dinamizar, esta semana, a iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, um plano anual de Presidências Abertas no concelho, que contemplará um mês dedicado a cada uma das 10 freguesias do Funchal. Esta é uma das grandes novidades da Autarquia para o ano que agora começa, numa iniciativa do Presidente Miguel Silva Gouveia.

O mês de janeiro será passado na freguesia de Santa Luzia e a iniciativa começa no CASA – Centro de Apoio ao Sem-Abrigo. O Presidente prevê “a realização de entre uma a duas dezenas de visitas e iniciativas todos os meses em cada freguesia do Funchal, tendo como objetivo estrutural promover aquele que é um dos pilares da nossa governação no concelho: a proximidade e a participação cívica.” No mês de fevereiro, a iniciativa prossegue em São Pedro.

“Estas Presidências Abertas serão, na verdade, uma consequência natural do trabalho que fazemos no terreno todos os dias e pelo qual a nossa governação na cidade sempre se notabilizou. Serão mais uma forma de esbater barreiras entre o Executivo e os munícipes e de ouvir as pessoas, os clubes e as associações, registando aquilo que para todas elas é mais importante, seja o que está bem, sejam oportunidades de melhorar, às quais procuraremos responder da melhor forma possível, com os recursos de que dispomos.”

Miguel Silva Gouveia explica que o fio condutor das visitas serão os apoios financeiros anuais ao associativismo e a atividades de interesse municipal atribuídos pela Autarquia, ou seja, “queremos conhecer melhor o trabalho que é feito pelas entidades que são apoiadas diretamente pela Câmara do Funchal, no sentido de valorizá-lo publicamente e de aferir se os objetivos estão a ser cumpridos.” Recorde-se, a este propósito, que no ano de 2019 a Autarquia deliberou apoios a um total de 219 associações do concelho, num montante superior a 1,5 milhões de euros.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal irão privilegiar, igualmente, visitas a outras entidades de interesse local, bem como a obras importantes que têm sido feitas um pouco por todas as freguesias do concelho, avaliando o trabalho da edilidade em prol da comunidade. Também garantida está a descentralização das Reuniões de Câmara, sendo que, ao longo do ano, todas as freguesias irão acolher uma reunião no seu respetivo mês de Presidências Abertas.

Ao longo de 2020, o Executivo Municipal visitará, assim, de forma sistemática todas as freguesias do Funchal, no sentido de obter um reconhecimento profundo da realidade da população. “Para nós, todas as medidas tendentes a melhorar o dia-a-dia das pessoas são importantes, desde as obras maiores às intervenções mais pequenas, da Baixa às Zonas Altas, onde nem sempre é possível estar tão presente. Vamos concretizar, no terreno, uma democracia de proximidade, com uma dinâmica local, comunitária, inteligente e mobilizadora, porque só assim a democracia faz sentido.