Artigos

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e a Vereadora Madalena Nunes, visitaram esta manhã o Centro Cultural e Desportivo São José, na freguesia do Imaculado Coração de Maria, no âmbito das Presidências Abertas da Autarquia.

Miguel Silva Gouveia foi guiado numa visita às instalações do Centro de Dia pela Diretora Bárbara Benedito, e recebido pelos 40 utentes com entusiasmo dando conta da “importância da instituição para a freguesia, atuando enquanto centro de convívio no combate ao isolamento da população idosa do concelho e promovendo o envelhecimento ativo e com qualidade de vida.”

O Centro Cultural e Desportivo São José foi fundado há 20 anos, e desde então “conta com o apoio do Município através da cedência do edifício camarário, alvo de obras de beneficiação ainda no ano passado, bem com uma verba anual no âmbito do Apoio Financeiro ao Associativismo e a Atividades de Interesse Municipal, para que continuem a desempenhar o fulcral papel social junto dos idosos que diariamente frequentam o espaço”, adiantou o Presidente.

Miguel Silva Gouveia enalteceu, por fim, o programa de atividades adequado à população sénior, com valências desportivas, sociais e recreativas “garantido o bem-estar físico e psicológico dos nossos idosos funchalenses e promovendo a saúde, a autonomia e a integração na comunidade”.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e o Vereador João Pedro Vieira, com o pelouro do Desporto, visitaram, esta manhã, o Motor Clube da Madeira, no âmbito da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, as Presidências Abertas da Autarquia.
Miguel Silva Gouveia foi recebido por Nélio Olim, representante do clube e, destacou “a importância da proximidade na democracia e de ouvirmos as pessoas, as suas preocupações e anseios, independentemente da área em que atuam. É esse o objetivo destas visitas, e esta, em particular, serviu para identificar projetos para parcerias futuras na área da prevenção rodoviária, sensibilização para as melhores práticas de mobilidade e valorização internacional do desporto motorizado da cidade do Funchal.”
O Motor Clube da Madeira é uma instituição desportiva sem fins lucrativos fundada em 2006. Sagrou-se vencedor do último Campeonato da Madeira de Supermoto e tem atletas que representam a Região no Campeonato do Mundo. O Presidente enalteceu, ainda, os objetivos em comum entre as duas entidades “de dinamizar o desporto motorizado e de promover o Funchal enquanto destino turístico desportivo e, por outro lado de continuar a criar medidas que potenciem um ambiente rodoviário seguro para todos.”

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, visitaram, esta manhã, a Loja Estimei, onde o Presidente Miguel Silva Gouveia e o Vereador Rúben Abreu foram recebidos pela responsável do projeto de empreendedorismo social, Maria João Freitas.

Na visita às instalações da loja e atelier, o edil funchalense inteirou-se do trabalho social desenvolvido enaltecendo “a criatividade e o engenho em repensar sempre numa segunda vida para os objetos que têm quase certo o lixo como seu destino. Aliam a causa social à consciência ambiental promovendo a partilha e a solidariedade e a redução e reutilização de resíduos”, elogiou Miguel Silva Gouveia.

No Funchal, continuou o Presidente, “valorizamos os projetos em parceria, entendemos que construindo uma rede de associações e entidades com a mesma visão fazemos da nossa cidade o que todos ansiamos, inclusiva, solidária e amiga do ambiente, que coaduna a dinamização do consumo no comércio tradicional pelo seu papel importante na economia do concelho, ao desenvolvimento de todos e à sua sustentabilidade”.

A Loja Estimei abriu portas em 2017 e tem, desde então, participado nas ações de revitalização do comércio dinamizadas pelo Município, como o recente Stock Off Funchal.  Além da loja com artigos em segunda mão a preços simbólicos disponibilizam um atelier solidário e um espaço biblioteca fomentando o apoio a famílias carenciadas e incentivando às boas práticas.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, visitaram hoje a Associação de Natação da Madeira. O Presidente Miguel Silva Gouveia e o Vereador do Desporto, João Pedro Vieira, foram recebidos por Avelino Silva, Presidente da entidade há 12 anos.

Miguel Silva Gouveia começou por parabenizar “toda a equipa envolvida na organização de excelência do Madeira Island Ultra Swim, a prova internacional que decorreu no passado sábado e que elevou o nome do Funchal, promovendo a nossa cidade enquanto destino desportivo por excelência e enquanto destino seguro.”

“Ainda que adaptados às novas circunstâncias, é crucial continuarmos a dinamizar eventos como este, de forma a que a prática desportiva na nossa cidade recupere a normalidade possível, tão importante é o seu contributo no desenvolvimento educativo dos jovens, bem como na promoção de hábitos saudáveis”, reforçou o Presidente.

A Associação de Natação da Madeira foi apoiada pelo Município com 70 mil euros desde 2018, uma verba investida nas dezenas de provas e eventos desportivos que são dinamizados na cidade do Funchal anualmente. “Neste encontro reafirmamos, ainda, o apoio para a grande prova internacional que o Funchal receberá em 2021, a World Para Swimming European Open Championships, enquadrada no quadro competitivo internacional e válida para acesso aos Jogos Paralímpicos. Serão cerca de 900 praticantes oriundos de todo o mundo, num evento assente em valores que nos dizem muito, como a inclusão através do desporto, ao que se soma um enorme estímulo à nossa economia local”, concluiu o Presidente.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal visitaram, esta manhã, a Associação de Surdos, Pais, Familiares e Amigos, da Madeira (ASPFAM), onde o Presidente do Município, Miguel Silva Gouveia e a Vereadora com a tutela do Desenvolvimento Social, Madalena Nunes, ficaram a conhecer as instalações e o trabalho diário deste projeto social.

Miguel Silva Gouveia, durante a visita, enalteceu “todo empenho da associação em prol da inclusão através das traduções e da organização de seminários, convívios e formações de modo a promover a acessibilidade aproximando a comunidade ouvinte à comunidade surda. Na Câmara Municipal trabalhamos em parceria com projetos que pensam e agem em prol do desenvolvimento de todos, impedindo que no Funchal alguém fique para trás. Investimos em quebrar barreiras físicas e em tornar a cultura mais acessível. Promovemos, por exemplo, visitas encenadas ao Teatro Municipal Baltazar Dias com tradução em língua gestual portuguesa. A cultura na cidade é para todos”.

A Associação de Surdos, Pais, Familiares e Amigos, da Madeira, com 18 anos de existência, tem por objetivo a implementação de ações que contribuam para a melhor qualidade de vida das pessoas com surdez e trazendo a debate questões que promovem os seus direitos, nomeadamente ao nível da educação, da segurança social e da saúde.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, visitaram, ontem, quatro associações sediadas no concelho. Num dia dedicado ao desporto, a iniciativa sob o mote “O Funchal Que Nos Une” passou pela Associação de Surf da Região Autónoma da Madeira, Associação de Ténis da Madeira, Associação Regional de Canoagem e pela Associação Regional de Vela da Madeira.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que “foi um dia muito profícuo onde o desporto foi rei, visitámos quatro associações que têm em comum o apoio municipal no âmbito dos apoios para desenvolvimento de atividades de interesse municipal. E a par disso, todas elas promovem a prática desportiva, amadora e federada, e a inclusão através do desporto para todos. Dinamizam ainda iniciativas sociais, turísticas e educativas que consequentemente são uma mais-valia à divulgação da marca Funchal e da economia local.”
Sediada nas Piscinas Olímpicas do Funchal, na Associação de Surf da RAM, o executivo municipal foi recebido pelo Presidente Pedro Lacerda e inteirou-se da aposta desta associação em fazer crescer a modalidade de Sup, abordando-se a possibilidade de realizar provas no Funchal pelas excelentes condições climáticas para receber um evento nacional ou internacional. Têm por objetivo aumentar o número de atletas federados, que atualmente contam cerca de 150, e continuar a apoiar os que competem no campeonato nacional.
“Na Associação de Ténis da Madeira, que tutela as modalidades de ténis, padel e squash, numa reunião informal pudemos aprofundar conhecimento do trabalho desta associação enquanto dinamizadora do campeonato regional. O Presidente João Pedro Mendonça deu-nos também a conhecer o projeto de construção de centro treinos em São Martinho que prevê a sua execução no próximo ano”, referiu Miguel Silva Gouveia.
Na Associação Regional de Canoagem, o edil funchalense foi recebido pelo Presidente Viriato Timóteo que deu conta da passagem anual de cerca de 5600 utentes amadores e federados nos eventos da associação. Apoiada pelo Município com uma verba anual de 10 mil euros, a Associação Regional de Canoagem, além de impulsionar a prática federada da modalidade, proporciona momentos diferentes sobretudo a escolas e a instituições de solidariedade social e o reviver tradições de uma população que tem no mar uma referência de vivência diária.
“Por fim, na Associação Regional Vela da Madeira, de visita ao Centro Náutico São Lázaro, o Presidente Francisco Trigo fez-nos referência ao objetivo desta entidade em aproximar prática da vela à sociedade. Desenvolvem provas de vela ligeira, de vela de cruzeiro, bem como iniciativas didáticas e educativas que pretendem complementar com prática desportiva de forma integrada, promovendo o desporto, mas também o ambiente e o turismo”, concluiu o Presidente da Autarquia.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pelo Vereador Rúben Abreu, visitou esta manhã o Centro Social e Paroquial da Graça no âmbito das Presidências Abertas da Autarquia. Numa visita guiada pelo pároco André Pinheiro o edil funchalense pôde se inteirar do trabalho desenvolvido pela paróquia junto da comunidade local.

Miguel Silva Gouveia destacou “o importante papel que a paróquia e o centro paroquial desempenham junto da população das zonas altas, com um trabalho social de proximidade nas valências de creche e jardim de infância para as crianças e centro de convívio e apoio domiciliário para os idosos e os mais vulneráveis.”

A Paróquia da Graça, criada em 1960 e remodelada em 2004, é constituída pelos Sítios do Vasco Gil, Casas, Três Paus, Barreira, Boliqueime, Encruzilhadas, Casa Branca, Chamorra, Pico do Cardo, Trapiche, Jamboto, Quinta das Freiras e Fontes. Além de local de culto religioso a paróquia e o centro paroquial adjacente têm como missão contribuir para a promoção e o bem-estar da comunidade através de iniciativas que visem a valorização integral de todas as famílias.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos Une”, visitaram, esta tarde, o Museu de Arte Sacra do Funchal, onde o Presidente, Miguel Silva Gouveia, e a Vereadora com o pelouro da Cultura, Madalena Nunes, foram recebidos pelo Diretor João Henrique Silva.

Na visita às instalações foi possível ficar a conhecer o espólio e o trabalho diário de um dos museus mais emblemáticos da cidade do Funchal, instalado no antigo Paço Episcopal. Miguel Silva Gouveia destacou, na ocasião, “a importância de manter um trabalho em rede e uma relação de proximidade com todos os agentes e instituições culturais do concelho”, e, no âmbito da candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura em 2027, apelou “à convergência de esforços, no sentido de apresentar ideias e contribuir para distinguir a nossa cidade a nível continental, enquanto destino de turismo cultural por excelência.”

A Câmara Municipal do Funchal apoia, anualmente, o Museu de Arte Sacra do Funchal, através da atribuição de financiamento para o desenvolvimento de atividades de interesse municipal. O museu reúne um acervo de arte portuguesa e estrangeira, balizada entre os fins dos séculos XIV e meados de XIX, sendo, no entanto, mais conhecido pela sua coleção de arte flamenga do século XVI.

As Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, sob o mote “O Funchal Que Nos une”, visitaram, no Centro Cívico de São Martinho, o Grupo Folclórico de Santa Rita, onde o Presidente, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pelo respetivo Executivo municipal, foi recebido pelo Presidente da Direção, Rui Ferreira.

Na reunião informal foi possível ficar a conhecer o trabalho e a rotina deste grupo, fundado a 10 de novembro de 2000, e que atualmente é composto por cerca de 40 elementos. A Câmara Municipal do Funchal apoia o Grupo Folclórico de Santa Rita com cerca de 3 mil euros anuais, através da atribuição de financiamento a instituições que desenvolvem atividades de interesse municipal, verba que  serviu de ajuda para adquirir trajes, viagens e apoio a intercâmbios.

Grupo Folclórico de Santa Rita tem por objetivo promover o nosso folclore de modo a preservar e enaltecer o património histórico-cultural da Ilha da Madeira e da Cidade do Funchal, estimulando também o intercâmbio com outros grupos nacionais e estrangeiros, que permitem levar o nome da cidade e da região aos vários cantos do país e estrangeiro. Na sua programação regular costuma atuar à quinta-feira em hotéis, e aos domingos em restaurantes.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pelo Vereador João Pedro Vieira, que tutela o pelouro do Desporto, visitaram, no âmbito da iniciativa “O Funchal Que Nos Une”, as Presidências Abertas da Câmara Municipal do Funchal, a sede da Associação de Voleibol da Madeira, onde foram recebidos pelo Presidente da Direção Edgar Garrido Gouveia.

Miguel Silva Gouveia foi guiado a uma visita pelas instalações e enalteceu as excelentes condições da sede, tendo ainda a oportunidade de conversar com uma aluna que frequenta o curso de desporto, e que encontra-se na Associação a realizar o seu estágio curricular. Seguiu-se depois uma reunião informal onde ambos os Presidentes falaram sobre a situação do Voleibol regional, e também sobre as obras realizadas pela CMF na pavimentação e cobertura dos polidesportivos das escolas de domínio municipal, e que têm beneficiado os treinos e jogos desta modalidade ali praticados.

Edgar Gouveia, por sua vez, agradeceu a visita e o apoio da Câmara Municipal do Funchal, salientando a parceria na realização do Torneio de Voleibol da Cidade do Funchal, conjuntamente com o Clube Escola da Levada, que vai para a sua 4ª edição, e que em 2019 contou com a presença de clubes regionais, 13 clubes continentais, realizando cerca de 450 jogos, que envolveram mais de 1000 atletas.

O Presidente considerou, por fim, que esta é uma parceria de sucesso, e que dentro das possibilidades, a Autarquia está sempre pronta para ajudar no desenvolvimento da modalidade, salientando que a Associação de Voleibol da Madeira, pode “contar com apoio e colaboração da Câmara Municipal do Funchal, para a edição do seu livro”.

A Associação de Voleibol da Madeira, segundo os últimos dados oficiais, tem cerca de 1400 atletas federados, 42 treinadores, 38 árbitros e 13 clubes em atividade, distribuídos por diversos concelhos. Além disto possui 37 núcleos de Gira-Volei, um projeto de iniciação à modalidade, e parceria com várias escolas básicas.